sábado, 27 de dezembro de 2008

Samba do Grande amor

Chico Buarque pode ser resumido numa palavra: mestre.

E essa música é uma dele que, no momento mais tem povoado meus pensamentos, não só pela letra mas pelo conjunto da obra.

Começando pela letra

o que normalmente se verifica num coração apaixonado? Calma, não digo qualquer paixão, digo aquela que chega a te deixar idiota. O que se verifica é a mais pura forma de exagero. Exagero no qual pode-se verificar, tranquilamente, uma bela, sem deixar de ser verdadeira, mentira [verdadeira mentira foi boa hein! rs].

E depois, vem a decepção. Decepção que o compositor mostra nos seguintes versos:

"Hoje eu tenho apenas
Uma pedra no meu peito
Exijo respeito
Não sou mais um sonhador"

É o que acontece, muitas pessoas recorrem a esses tipos de comportamento - hostis - para fugir de sentimentos de dor.

Outras recorrem a uma alegria falsa, fingindo que está tudo bem:

"Chego a mudar de calçada
Quando aparece uma flor"

Outros ainda, ao sarcasmo:

"E dou risada do grande amor"


Mas não passam de mecanismos de defesa [se algum piscólogo estiver na casa irá me ajudar nesse ponto]. Coisas que usamos para mascarar nossos verdadeiros sentimentos, que por vezes podem nos expor. Ou seja, no fundo, é tudo "Mentira".
video

Nenhum comentário:

Comentário Rápido