domingo, 28 de março de 2010

Por que, só, já.

Se quer me embalar
Por que não me embala?
Se quer me pegar
Por que não me pega?
Se quer me beijar
Por que não me beija?
Se quer me tocar
Por que não me toca?
Se quer me afastar
Por que não me afasta?
Se quer me amar
Por que não me ama?
Se não quer me amar
Por que ama?

Só para me enlouquecer?
Só para me envelhecer?
Só para me entristecer?
Só para me enfraquecer?
Só para me empalidecer?
Só para me ver
correndo atrás de você.

Já te abri minha mente
Já te abri minha alma
Já te abri meu coração
Já abri minha boca
Pra dizer que te amo.
E você, não vai dizer nada?

Um comentário:

Márcio Calixto disse...

Que denso!
E que otário não responderia?

Que texto. Poema cheio de poesia. Lindo.

Comentário Rápido