sábado, 19 de dezembro de 2009

Aconchego e Mar

Sinto
Você por perto
De peito aberto
Me aconchegar

Prevejo
O teu desejo
De ter meu beijo
Com cheiro e cor de mar

E quero
De um modo certo
Te ser eterno
Enquanto eu durar

Mesmo
Assim singelo
Que o nosso elo
Possa concretizar

O mais
Sincero e puro azul
De um vento forte e sul
Que chega a divagar

Disfarçando essa minha solidão
Me dando aconchego e mar...
Soprando aconchego e mar...
Nos teus seios... aconchego e mar...

2 comentários:

Márcio Calixto disse...

Tava com saudade disso, de uma poesia sua. Mandou bem, muito mesmo. Vc ainda continua fazendo música? Tenho um projeto antigo, que acho legal conversar contigo.

Cerestino disse...

Bom, continuo, mas num ritmo muito muito lento.

Talvez pelo pressão que a faculdade de Direito tá me fazendo.

Mas pode ser só uma desculpa.

O fato é que tenho composto poucas canções.

E acho que você já tinha me falado sobre seu projeto.

Lembre-se que gostamos de dois tipos de MPB...

eu: Musica Popular Brasileira
você: Música Pesada Britânica

e que isso foi piadinha sua!!! rsrsrsrs

Abraços Calixtão!

PS: essa música mesmo é uma bossa.

Comentário Rápido