terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Segundas de Literatura V



Cristóvão Tezza,

Neste leve trabalho de pesquisa que faço, burilando imagens videográficas, eis que me encontro com esse vídeo. Ele é mais um laureado com o Prêmio São Paulo de Literatura. E essa entrevista para lá de espirituosa dá uma boa apresentação dinâmica do que ele coloca em papel.

Este é mais um que merece ser lido em sua plenitude.

Ainda não o li, vou confessar, mas encontrei boníssimas críticas ao Filho Eterno, esse que o trouxe para frente das câmeras. Merecidamente.

Aproveitem

4 comentários:

Priscila Lopes disse...

Estou ansiosa para ler esse livro. Muito mesmo. Já li uns trechos sensacionais.

Márcio Calixto disse...

Eu ainda só li críticas. Só o fato de o Livro ter ganho todos os últimos cinco grandes prêmios literários já merece mais do quie nossa atenção. Eu vou lê-lo no fim ou início de ano. Mas quem já o leu antes de Filho Eterno disse que houve uma leve mudança, para melhor.

Quero conferir.

Cristiano Contreiras disse...

Preciso conhecê-lo mais a fundo!

Calixto, seu blog sempre sensacional!

Pena que me visita pouco, mas já sou seguidor aqui há um tempo!

Márcio Calixto disse...

ô, meu querido, o meu problema é questão de tempo, sou professor de cursinhos preparatórios, e fim de ano com ENEM, vestibulares, concursos públicos e tudo mais, eu ando meio lento para as questões da internet. Tanto que nem crônicas e contos eu tenho publicado por aqui. Essa coluna de segunda, ela já é pré-programada para entrar no ar. Venho aqui só para conferir mesmo o andamento do site, haja vista eu ser o seu administrador.

Mas pararei, agora nas férias, para ler todos aqueles que realmente acompanho. Todos aqueles que dou um voo sempre, pois escrevem com uma graciosidade para lá de extrema. O meu ponto, ao momento, é somente esse. Soma-se a isso o fato de eu ter que dirigir 1100 quilômetros por semana para poder trabalhar. Você me perdoa, meu querido?

E valeu mesmo pelos elogios. O site é apenas uma consideração daquilo que acho que é válido no mundo da literatura. Chegar agora com mais de trinta seguidores, acaba sendo tanto para aquilo que o originou e para esses que aqui estão acompanhando que criamos o diálogo entre o post e o raciocínio. Eu agradeço de coração mesmo, meu rei, mesmo mesmo.

Pena que esse tipo de coisa não podemos colocar no curriculo, mas fica no coração.

Comentário Rápido